Please reload

Please reload

Liberdade, ética e princípios requerem responsabilidade

03/06/2017

1/1
Please reload

Destaques

A origem do Vastu Vidya: a Cultura Yogarishi

 

“A civilização indiana é a mais antiga civilização humana, marcada por uma ciência e tecnologia altamente evoluídas, e que encontrou a sua aplicação plena na cultura arquitetônica desse período, quando a arquitetura não estava envolvida apenas em códigos de construção, mas essencialmente baseada na ciência do Absoluto, seu tempo e ritmo, seu espaço sutil e suas formas”.

 

(Dr. V. Ganapati Sthapati)

 

 

História

 

O Vastu Vidya é a sagrada arte e ciência milenar sobre o fluxo de energia vital (Prana) no ambiente construído (residências, templos e comércios). É parte intrínseca da Cultura Yogarishi, que floresceu no Vale do Rio Indo-Sarasvati, nos sopés do Himalaia, há mais de 10 mil anos.

 

Uma das civilizações mais antigas encontradas até hoje e reconhecida principalmente pelo seu rigoroso e preciso planejamento urbano, pela qualidade das construções encontradas e completa instalação de infraestrutura urbana, é um dos principais exemplos da aplicação da arte e ciência do Vastu Vidya em toda sua amplitude.

 

Trata-se de uma civilização de complexa e sofisticada organização, que dominava o conhecimento sobre o fluxo de energia vital – no corpo, no ambiente e no Cosmo – e aplicava este conhecimento em todos os aspectos da vida, proporcionando o melhor desenvolvimento de seus habitantes. Os indianos antigos estavam conectados com sua essência, com a energia cósmica e com a energia da Terra. Esta conexão influenciava todas as suas atividades, como o plantar, o comer, o vestir, o amar, o construir, o morar…

 

O conhecimento e a aplicação dos princípios do Vastu Vidya na disposição dos cômodos, móveis e decoração em sua casa podem contribuir para a ampliação da consciência sobre a energia vital, a energia sutil que está em tudo, em todas as coisas, ações e pensamentos, alinhados com as forças do Universo.


Desta forma, um imóvel pode estar organizado de forma a ajudar ou atrapalhar um estado mental favorável às ações realizadas em cada cômodo. Assim, enquanto a energia de um quarto deve favorecer o descanso, uma cozinha deve ressaltar o dinamismo do elemento fogo. Os indianos antigos já utilizavam este conhecimento com maestria. No final do século XX o Ocidente começa a perceber a diferença que o fluxo de energia vital tem sobre os ambientes e a despertar um interesse maior pelas ciências orientais que gerenciam o fluxo do Prana nas residências e comércios. Assim, foram trazidos para cá o Feng Shui (China 2.000 a.C.) e seu antecessor, o Vastu Vidya (8.000 a.C.), o conhecimento original.

 

E sua casa como está disposta? A energia flui livremente e manifesta-se de forma favorável às atividades de cada cômodo?

 

***

 

“O espaço universal, quando limitado ou fechado por uma estrutura, assume qualidades negativas e positivas. Assim como o ser humano, como uma partícula do espaço universal (chamado espaço interior/íntimo), exibe comportamento positivo e negativo em seu tempo de vida.


Os Vaastu Shastras orientam acalmar as qualidades negativas do espaço, o organizando de forma científica. O indivíduo terá paz e bem-aventurança. Eliminará todas as doenças atribuíveis ao espaço. Por isso, a arquitetura indiana é conhecida por ser terapêutica”.

 

(Dr. V. Ganapati Sthapati)

 

 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload

Acompanhe-nos
Please reload

  • Káshi Kendra no Google+
Posts recentes
Posts antigos (arquivo)
Tags
Categorias
Please reload

Metodologia Vidya Yoga
Káshi Kendra - Centro de Estudos Filosóficos,Yoga e Meditação

Rua Cardoso de Almeida, 997

Perdizes - São Paulo - SP